Plano neg³cio cafeteria

download Plano neg³cio cafeteria

of 26

  • date post

    01-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    3.421
  • download

    16

Embed Size (px)

Transcript of Plano neg³cio cafeteria

INSTITUTO TOCANTINSE DE PS-GRADUAO ITOP PS-GRADUAO LATO SENSU EM MBA EM GESTO EMPRESARIAL

PLANO DE NEGCIOS

Endereo: Rua JK, 1.152 Centro Gurupi TO

Autor(es): Eunice Ribeiro da Silva Lisboa Iolanda Lima Mauriz Sandra Regina da Silva Pereira Turma: C Gurupi TO, 16 de outubro de 2008.

2

Sumario executivo

Descrio do Negocio Este plano de negocio tem como objetivo apresentar a implantao da Cafeteria Sabor Brasileiro, os cafs finos tambm apresentam um crescimento acentuado no mercado Brasileiro, e cada dia mais a preferncia do mercado pela cultura do caf que presente em 94% das residncias neste pas. Empresa de pequeno porte constituda na cidade de Gurupi, onde no conta com nenhum empreendimento deste seguimento.

Produto/Servio A sabor Brasileiro, oferecera ao publico da cidade e da regio o que tem de melhor em cafs expresso, capuccino, cafs especiais e lanches rpidos, com um ambiente agradvel onde poder ser um diferencial em fechamentos de negcios e em relacionamentos comerciais por ter um atendimento especial.

Mercado Os fatores que explicam o crescimento do consumo de caf no Brasil continuam ligados no somente melhora do poder de compra, mas, sobretudo, s aes de promoo do produto, melhoria da qualidade, cafs diferenciados e de alta qualidade, atualmente, o prazer passou a ser um elemento importante para o consumo de caf. Alm de ser um sinalizador social, sendo motivo para reunir os consumidores, as pessoas renem-se para tomar um caf, tambm consumido por ser estimulante.

Localizao do Negocio Localizado na cidade de Gurupi, juntos ao centro comercial ao lado da agencia do Banco do Brasil e prximo as outras agencias Bancarias e outros comrcios onde se concentra o maior fluxo de pessoas nesta cidade.

3

Concorrncia Os produtos oferecidos pelo Sabor Brasileiro so diferenciados no tendo em Gurupi uma empresa que seja concorrente direta, podemos contar com uma concorrncia em partes como as lanchonetes, bares, onde os ambientes no proporcionam bem estar e prazer em saborear um caf especial aos clientes.

Gerenciamento O gerenciamento ser conduzido com Mimosidade, conceito inovador que envolve a diferenciao pela excelncia no atendimento, focada em um pblico especfico considerado mais rentvel em uma total integrao entre os setores, com uma viso holstica do negcio, onde essa imagem nica essencial para que cada um cumpra o seu papel, conduzindo a empresa uma gesto competitiva. Cada ocupante de cargo de comando exerce um conjunto de atividades que vo do planejamento ao controle.

Pessoal O Sabor Brasileiro contara com uma equipe treinada para o atendimento diferenciado e com a presena dos proprietrios diretos nas aes.

Dados Financeiros A empresa possui reserva bancria no havendo necessidade de emprstimos, destacando que um dos pontos positivos percebidos na anlise e no planejamento financeiro do empreendimento a independncia, ou no-necessidade, de financiamento dos investimentos iniciais com capital de terceiros. Com o capital social total previsto, de 51mil reais, possvel estabelecer a empresa e manter uma reserva de capital de giro suficiente para o auto-sustento.

4

NDICE

1 CARACTERIZAO DO EMPREENDIMENTO 1.1 A EMPRESA 1.2 DESCRIO DA EMPRESA 1.3 OS EMPREENDEDORES 1.4 ARRANJO FSICO 1.5 OS OBJETIVOS 1.6 A MISSO 2 ANLISE ESTRATGICA 2.1 AMEAAS E OPORTUNIDADES 2.1.1 Ameaas 2.1.2 Oportunidades 2.2 PONTOS FORTES E FRACOS 2.2.1 Fortes 2.2.2 Fracos 2.3 ANLISE DO MERCADO PARA CAFETERIA 2.4 TAMANHO E POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO MERCADO-ALVO 2.5 SAZONALIDADE 2.6 PERFIL DO CONSUMIDOR 2.7 O FORNECEDOR 2.8 A CONCORRNCIA 3 PLANO DE MARKETING 3.1 OBJETIVO 3.2 ESTRATGIA DE SEGMENTAO DO MERCADO 3.3 VANTAGENS E DIFERENCIAIS COMPETITIVOS 3.4 PUBLICIDADE 4 PLANO OPERACIONAL E ORGANIZACIONAL 4.1 LOCALIZAO 4.2 EQUIPAMENTOS 4.3 MO DE OBRA 4.4 EFICCIA GERENCIAL

06 06 06 06 07 08 08 08 08 08 08 09 09 09 09 10 11 11 11 12 12 12 13 13 14 14 14 14 15 15

5

4.5 DEFINIO DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 4.6 DEFINIO DO FLUXO OPERACIONAL 4.6.1 Processos empresariais bsicos 4.6.2 Controles operacionais bsicos 4.7 PROCESSO DO SERVIO DE ATENDIMENTO 5 PLANO FINANCEIRO 5.1 DEMONSTRATIVO DE INVESTIMENTO 5.2 CLCULO DE DEPRECIAO 5.3 PESSOAL 5.4 ESTIMATIVA DO FATURAMENTO 5.5 PREVISO DE RECEITAS 5.6 CUSTOS E DESPESAS 5.7 DEMONSTRAO DE RESULTADOS DO EXERCCIO DRE 5.8 INDICADORES ECONMICO-FINANCEIROS 5.9 CAPITAL DE GIRO 6 ESTRATGIA DE CRESCIMENTO 6.1 VISO 6.2 OBJETIVOS E METAS 6.3 FATORES CRTICOS DE SUCESSO 6.4 FEEDBACK E CONTROLE REFERNCIAS

16 17 17 17 17 18 18 19 19 20 21 21 22 23 24 24 24 24 25 25 26

6

1 CARACTERIZAO DO EMPREENDIMENTO

1.1 A EMPRESA Sabor Brasileiro: Cafeteria Produtos e Servios: Ambiente aconchegante, diferenciado e descontrados Deliciosos e variados cafs, desde os simples e expressos at os sofisticados Lanches prticos doces e salgados, alm de outras bebidas

1.2 DESCRIO DA EMPRESA Definio da empresa Nome da Empresa: Cafeteria Sabor Brasileiro Setor de Atividade: Gastronomia Forma Jurdica: Sociedade Ltda. Regime tributrio: Microempresa CNPJ: Razo social: Mauriz Lisboa e Pereira Ltda. Endereo: Rua JK 1.152

1.3 OS EMPREENDEDORES Bacharel em Administrao de empresas Ps -

Eunice Lisboa

graduada em Gesto empresarial- Gerente de marketing e finanas. Iolanda Mauriz Bacharel em administrao de empresas - Ps graduada em Gesto empresarial - Gerente de Operaes Sandra Regina Bacharel em Administrao de empresas Ps graduada em Gesto empresarial- experincia em controle financeiro e atendimento ao pblico.

7

Composio do Capital Scio Eunice Lisboa Iolanda Mauriz Sandra Regina Total Cotas 17.000 17.000 17.000 51.000 Valor em R$ 17.000,00 17.000,00 17.000,00 51.000,00 % 33,33 33,33 33,33 100,00

1.4 ARRANJO FSICO

8

1.5 OS OBJETIVOS Viso: Ser um local de referncia na regio Oferecer um espao acolhedor para o caf Estabelecer um diferencial no mercado

1.6 A MISSO Aproximar os que buscam a cultura Brasileira no sabor do caf, com produtos e servios diferenciados com foco na excelncia do atendimento.

2 ANLISE ESTRATGICA

2.1 AMEAAS E OPORTUNIDADES 2.1.1 Ameaas: Mercado em expanso, aumento da concorrncia Alto investimento inicial e o longo prazo de retorno Baixo valor agregado do produto Comercializao de cafeteiras e mquinas de caf domsticas

2.1.2 Oportunidades: Crescimento do consumo de cafs sofisticados (aproximadamente 25%) Crescimento do hbito de tomar caf fora de casa Mercado em expanso (crescimento aproximado de 20% ao ano) Hbito de tomar caf regularmente (94% da populao brasileira) Consumo per capita de 2,7%, atingindo 4,22kg de caf em p por habitante ao ano

9

2.2 PONTOS FORTES E FRACOS 2.2.1 Fortes Aumento expressivo da abrangncia social e do nmero de consumidores potenciais Donos de cafeterias relatam que o consumo de cafs fora de casa est crescendo, e a tendncia a elaborao de novos produtos e o aumento do consumo de cafs mais elaborados. [ABIC, 2005] 2.2.2 Fracos Expectativa de retorno demorado dos investimentos e crescimento moderado. Desconhecimento do pblico em relao aos servios inovadores oferecidos. Necessidade de desenvolvimento prprio de estratgia de capacitao para funcionrios. Baixo poder de negociao com distribuidores e fornecedores devido ao moderado volume de compras mensais. 2.3 ANLISE DO MERCADO PARA CAFETERIA O consumo de caf um hbito que, entre os brasileiros, vem crescendo e se modificando tambm. Os cafs finos tambm apresentam um crescimento acentuado e, o que antes era produto de exportao, agora comercializado no pas, atendendo uma demanda de consumidores bastante exigentes. Devido a todo este contexto, houve a expanso de cafeterias e casas especializadas no ramo, bem como a elaborao e criao de novas bebidas com o insumo. Mas ainda existe um mercado a ser conquistado, dos quais uma parcela declara no gostar do sabor. Existe tambm um grupo de pessoas que continuam acreditando de que o caf faz mal sade, grupo este potencial consumidor desde que quebrado este paradigma. A Associao Brasileira das Indstrias de Caf criou o programa de caf e sade que procura desmistificar os preconceitos existentes para a bebida, induzindo o consumo e

10

atraindo novos consumidores. Houve um aumento de 40% na percepo, entre os mdicos, de que o caf pode trazer benefcios para a sade. Quanto aos tipos de cafs consumidos, o caf coado continua sendo o tipo mais presente no consumo, principalmente no caf da manh, na residncia. Porm o instantneo tambm tem forte apelo para este horrio. J o capuccino e o expresso so os tipos mais consumidos fora de casa: em coffee shops, restaurantes e ambientes de trabalho, tanto no caf da manh, aps o almoo ou mesmo no final da tarde. Esses tipos de cafs, bem como os especiais gourmet, descafeinado, orgnico entre outros - comeam a mostrar uma presena mais significativa nas pesquisas e no dia-a-dia dos consumidores. Os fatores que explicam o crescimento do consumo de caf no Brasil continuam ligados no somente melhora do poder de compra, mas, sobretudo, s aes de promoo do produto, melhoria da qualidade, cafs diferenciados e de alta qualidade. Atualmente, o prazer passou a ser um elemento importante para o consumo de caf. Alm de ser um sinalizador social, sendo motivo para reunir os consumidores, as pessoas renem-se para tomar um caf, tambm consumido por aquecer e por ser estimulante. Em pesquisas anteriores, atributos como: a marca, o preo e o hbito determinavam a escolha do produto. Porm, em pesquisas mais recentes, percebemos uma mudana, na qual o tipo, o sabor, o selo e a qualidade so caractersticas consideradas mais importantes na hora da compra. Mesmo assim, o que os apreciadores do produto entendem por qualidade em caf, continua sendo pureza, aroma e sabor. Os consumidores e apreci